Quem sou eu

Minha foto
Graduado em Artes Cênicas, Teologia e Ciências Sociais. Mestre em Sociologia e Direito pela UFF e Doutor em Sociologia pelo IESP-UERJ. Pesquisador de Relações Raciais no Brasil, Sociologia da Religião e Teoria Sociológica. Professor de Sociologia e Filosofia do Instituto Federal do Espírito Santo - IFES.

segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

“Instalações poéticas”

Nomes

Rolando Ladeira
Caio de Oliveira
Anabella Mercedes
Augusto Pomar
Maria do Bairro Villas-Boas
Marco Pessoa
Régia Conceição
Maria José de Jesus
João Marques Calvo Penteado
Maria da Glória Botafogo Damatta
Armando Nascimento de Jesus
Paulo de Tarso Faria
Ali Saddam Morriel
Aires Maristerra



"Crítica"

prometido...
profetizado...
não tecer quaisquer ilações acerca de...
às vezes, mentira toma...
mata o mortificado que estava em sombra...
dói...doe...quem dá elimina dor...
e engravida...
critico: se colocares tudo do avesso, fica bom...



"Jogo de palavras"

– “Vituperada”.
– Essa eu não sei.
– Não, não é o jogo. Esqueceu que troco o “L” pelo “R”?
– Ah, é mesmo. E...você me achou gostosa?



"Meia"

ela era meia nervosa
meia irritadiça
meia crítica

se sentia meia enganada
meia culpada
meia incompreendida

chegou meia atrasada
meia esbaforida
meia ofegante

meia sem graça
meia se desculpando
perguntou
meia envergonhada
minha boca está suja?
sim
muito?
não; meia.

4 comentários:

Desertos da Razão disse...

Ah, agora sim este Blog está completo! Sabia que estava faltando algo! Afinal, Arte, Teologia e Ciências Sociais...mas a arte andava "meia" esquecida, não?
Meu irmão, boas festas e muitas felicidades pra você.
Parabéns pelas instalações poéticas.

Um grande abraço,

Luis.

Talita disse...

Senti a ironia escorrendo pela tela do meu monitor ... ahuaahuaahauahauahauahauahauauah

Mas confesso que não entendi a crítica... me dá uma dica?!
rsrs

Felipe Fanuel disse...

Poesias instaladas, então!

Para que advérbios não se tornem substantivos.

Ponto final.

Quase.

Que nomes são esses! Caramba.

Só não perdem para ilações acerca de. Vitupere, por obséquio.

Desertos da Razão disse...

Ih...
Essa instalação me lembrou alguém que vc sabe quem é!?
Abraços