Quem sou eu

Minha foto
Graduado em Artes Cênicas, Teologia e Ciências Sociais. Mestre em Sociologia e Direito pela UFF e Doutor em Sociologia pelo IESP-UERJ. Pesquisador de Relações Raciais no Brasil, Sociologia da Religião e Teoria Sociológica. Professor de Sociologia, Filosofia e Ética do Instituto Federal do Espírito Santo - IFES.

sábado, 19 de fevereiro de 2011

"Samba da morena das ladeiras de Minas"

Quem é essa, que surge tão bela, subindo a ladeira
Que prosa, que versa, sorri tão faceira
Num jeito tão meigo que faz encantar?
Mesmo longe e sem conhecer a ditosa Mangueira
Ela é uma menina de Estação Primeira
E malandro e mané dizem que é pra casar

Mas ainda que o seu encanto transmute o meu pranto
Que o seu gingado traga o acalanto
Que todo sambista quer numa mulher
Ela insiste que este é momento de sorriso franco
Não tá dando mole e nem parece tanto
Insiste pro mundo que faz o que quer

Morena das ladeiras de Minas
Que preciosas deu finas
E enricou o país
Tem pena, não seja indiferente
Devolve o sorriso que tirou da gente
Samba aqui de novo pra um moço feliz (bis)

Acontece que surgiu um cara sem nada com isso
Na agulha tem bala, o tal de Vinícius
Virou o juízo que ela já tinha
Sem esforço, fez que ela deixasse o que possuía
Família, estudos e um amor que doía
E nem é poeta, se diz "poetinha"

Mas no dia em que ela souber sobre o bem que me faz
Mudará sua rota e é bem capaz
De cruzar sete mares e vir me pedir
E eu, menino, que de jeito bobo não tenho nem cara
Far-me-ei difícil, meio jóia rara
E só direi "sim" depois que ela insistir

9 comentários:

Raquelvmm disse...

Beirou Vinícius!

Amanda Noce disse...

Que inspiracao divina!!!

Anônimo disse...

Hm ...

Fabiana Graziola disse...

Olha só ... meu amigo poetando! Bonito texto! Parabéns!

Liana disse...

Que legal! Muito bonito! Já tem essa canção pronta?

Liana disse...

Parabéns pelo talento, professor. Agora só falta colocá-la aqui pra gente ouvir!
(me explique por que "há braços"?)

Cleinton Gael disse...

Mais do que um "abraço", Liana, "há braços" significa que estou disposto a ajudar a quem necessitar de mim, e com meu próprio corpo. Existe o lado do "abraço normal", sim, mas este vem jungido à disposição de colocar-me à serviço dos outros, entende? "Há braços", portanto, é meu modo de dizer que existem braços de minha parte para te ajudar. Um carinhoso beijo. Há braços.Rsrsrs

Liana disse...

Demais, gostei!
Abraços...rsrs.

Pris. disse...

Linda música... poesia mesmo!
Bjinhos!