Quem sou eu

Minha foto
Graduado em Artes Cênicas, Teologia e Ciências Sociais. Mestre em Sociologia e Direito pela UFF e Doutor em Sociologia pelo IESP-UERJ. Pesquisador de Relações Raciais no Brasil, Sociologia da Religião e Teoria Sociológica. Professor de Sociologia, Filosofia e Ética do Instituto Federal do Espírito Santo - IFES.

sábado, 4 de abril de 2009

"Instalações poéticas"

Tempo de descobertas

Tempo de descobertas
O tempo. As descobertas
As descobertas do tempo
As descobertas no tempo
O tempo descoberto

Com o tempo, se descobre
E descobre-se no tempo
De tempos em tempos...
De descoberta em descoberta...
Pode-se descobrir as descobertas dos outros!
O que os descobridores descobriram!
O que estava coberto; encoberto

E, descobrindo-se, mostra-se em tempo
Pois, a tempo, tira-se a cobertura
Ainda em tempo, descobre-se-lhe
E tira-se o que encobria; a máscara
E mostra-se, permitindo descobrir-se
Num tempo onde nada fica encoberto
Descubra-se!


(Instalação poética escrita em homenagem aos 101 anos do Colégio Batista Shepard, no Rio de Janeiro, onde sou professor de Filosofia e Sociologia. O tema geral do Colégio Batista para 2009 é Tempo de descobertas).

liberdade, beleza e Graça...

4 comentários:

BRUNA disse...

Linda Instalação poética...
Me sinto exatamente assim, num tempo de descobertas! Primeiro, quando menos espero conheço uma pessoa muito especial(1ªdescoberta), que tem me ensinado muitas coisas e tem me trazido muitos momentos bons...Agora, nesse momento, com o passar dos dias, do tempo, vou descobrindo detalhes e qualidades que me tem feito ansiar mais ainda para que o tempo passe rápido e para assim eu conhecer mais e mais dessa pessoa...e quando chegar o tempo a gente se conhecer de fato e um dia compartilharmos o tempo juntos...faremos descobertas juntos, num tempo em que passaremos a construir coisas juntos...
beijo com muito carinho

Mariáh disse...

Booa a 'instalação'. hehe..

É tempo de descobeertaas!
Byee!

Felipe Fanuel disse...

Acabei de escrever que acredito na Poesia. Ela é o caminho, a verdade e a vida. Pura poesia.

Parabéns por se instalar no campo da beleza. É no meio do caos que a beleza se irrompe, pois é a própria harmonia entre extremos.

Um abraço.

juliana disse...

améi essa instalaçao poética!!!
2009 está sendo um ano de grandes descobertas pra mim.Logo, nao será o ano de descobertas. Mas sim, as descobertas que o tempo me permitiu fazer por toda vida.
:)
um abraço